SOBRE NÓS

A Tekoá é uma Operadora de Turismo Sustentável.

Organizamos roteiros que promovem o Eco e o Etnoturismo de Base Comunitária

LOCALIZAÇÃO

+ 55 (62) 99852-7183

+ 55 (62) 98179-5346

Rua das Perdizes - Quadra 4 Lote 4

Estância Paraíso

Alto Paraíso de Goiás

GO - Brasil

 

info@tekoabrasil.com

QUER RECEBER NOVIDADES?

Criado por Tekoá Brasil 2018

CNPJ 14.703.348/0001-50

EMBRATUR  24.047349.10.0001-9

Vivência Tribal nas Aldeias da Etnia Krahô

Festa Porty-Tora da Batata - De 15 a 21/04/2019

 
 

O que é?

Vivencia de 7 dias em aldeias Kraho no estado do Tocantins, tendo como mentor o indigenista e escritor Fernando Schiavini, foi desenvolvido junto com a comunidade, contemplando os rigores do conceito do "Turismo de Base Comunitária" praticados por nossa empresa de receptivo no intuito de contribuir para revitalização cultural e financeira da aldeia. Nesta oportunidade vamos vivenciar a festa da Tora da Batata (Porty).

 

Anfitrião

A etnia Krahô compõe-se aproximadamente de 32 aldeias, localizadas no estado do Tocantins. Os cenários da terra Krahô são belíssimos com seu cerrado recortado por centenas de nascentes, veredas e buritizais.  Todas as aldeias são servidas atualmente de estradas pavimentadas por revestimento primário (cascalho), dando acesso a veículos de passeio.

Culturalmente, os Krahôs são considerados como um dos povos mais resistentes do Brasil. ”No principio da década de 1990, iniciou o processo de recuperação das sementes tradicionais de agricultura, movimento que se espalhou depois para praticamente todos os povos indígenas do Brasil e se transformou em políticas públicas de vários órgãos governamentais, além de ter sido a referencia para a construção do Plano Nacional de Produção Orgânica (PLANAPO).  Por este projeto, os Krahôs, juntamente com o indigenista Fernando Schiavini, ganharam vários prêmios nacionais e internacionais, sendo os principais deles o “Ação Pública e Cidadania” da Fundação Getulio Vargas (1998);  Slow-Food da Biodiversidade (Itália-2004) e “Guardiões da Agrobiodiverdade” – pelo SIRGEALC – Simpósio de Recursos Genéticos para a América Latina e Caribe.  As “Feiras Krahô de Sementes Tradicionais” ficaram famosas e também se disseminaram para outros povos indígenas, proporcionando encontros de etnias de todo o Brasil, realizados trienalmente na terra Krahô e abertos aos visitantes não indígenas, o evento tem como finalidade à troca dessas sementes.

Para saber mais sobre os Krahos clique aqui.

 

FESTA:“Porty”

Literalmente, “tora da batata”. Esta festa marca para os Krahôs, a passagem da estação chuvosa para a seca e a passagem do “governo” da aldeia, da metade “Katam’jê à metade Wakme’jê. Pode ser considerada também a “festa da colheita”, pois nessa época existe abundancia de produtos (batata-doce, mandioca, abóbora, etc.) colhidos nas roças das famílias da aldeia, que são arremessados uns nos outros, entre os personagens da festa. É também durante essa festa que são realizados os acordos de casamentos das crianças entre as famílias da aldeia. Durante essa festa também atua cerimonialmente o “Hotxuá”, o “palhaço sagrado”, cujo personagem foi tema de um filme de Leticia Sabatella.

 

Programação

1° DIA –  15/04 - TRANSFER IN

 

  • Receptivo no Aeroporto Internacional de Palmas

  • Transfer e acomodação no hotel em Palmas.

  • Final de tarde: Transfer pousada/praia da graciosa

  • Passeio de flutuante pelo rio Tocantins acompanhado de um belíssimo por do sol. Durante o trajeto de aproximadamente 3 horas, faremos um bate papo com o indigenista Fernando Schiavini, abordando os costumes e o conceito de integração da proposta de visitação da Aldeia.

  • A bordo, serviremos um delicioso brunch.

  • Retorno ao porto e transfer para o hotel.

2° DIA –  16/04 - Transfer para Aldeia – Municipio de Itacajá - TO

 

  • Após o café da manhã, sairemos em direção ao norte do estado, vamos nos deslocar por aproximadamente 330 km, por uma estrada que em dado momento tem em seu lado direito a serra do lajeado e em outro na sua margem esquerda, o lago da represa do rio Tocantins.  

  • Por volta das 15h, chegaremos a cidade de Itacajá- TO, e a partir dali, deixaremos o veiculo e caminharemos aproximadamente 6 km por uma agradável trilha no meio do cerrado até a chegada à Aldeia, onde seremos recebidos pelos nossos anfitriões.

  • Durante percurso poderemos fazer uma parada para banho e lanches de trilha que iremos distribuir.

  • As bagagens serão conduzidas por nossa equipe e acomodadas nas barracas já devidamente montadas.

  • Reconhecimento da Aldeia e roda de prosa e fogueira.

3° DIA  – 17/04 - Inicio da Festa.

 

  • Dejejum com a famosa tapioca krahô.

  • Participação dos preparativos para a cerimônia com o feitio do paparuto (iguaria da massa da mandioca e carne), pinturas corporais, cortar os cabelos, cantar e contar histórias.  Todos que quiserem poderão solicitar às mulheres Krahôs que os pintem de maneira tradicional.

  • No inicio da tarde iremos visitar e banhar em uma cachoeira, que fica a 2 km da aldeia.

  • Por volta das 16hr, vamos assistir as corridas de toras e os cerimoniais que vão até o cair da noite. 

  • Apos as atividades, banho e jantar.

  • Por volta das 20hr, iniciam as “contações” e prosas com os mais velhos, teremos a oportunidade de conhecer parte de mitologia e da história de migrações e conflitos da etnia, que ocorreram após o contato com os não indígenas e logo depois vamos  as cantorias no pátio central que varam toda a noite, aberto a todos que queiram participar.

4° DIA – 18/04 – A festa continua.

 

  • Logo pela manhã, bem cedo, são realizadas em meio às cantorias, corridas com troncos de buriti (“corrida de toras”) e após as competições, serão distribuídos para todos os presentes, pedaços de paparuto que ficou assando durante toda a noite.

  • Após a finalização do rito, participaremos de uma exposição do artesanato kraho, neste momento o visitante pode negociar com os indígenas e levar pra casa estes belíssimos artefatos desta milenar etnia.

  • Após o descanso do almoço, faremos uma caminhada pelo cerrado por cerca de 5 km até o roçado de uma das famílias da aldeia, para que todos conheçam as formas de plantio e os alimentos cultivados pelos Krahôs. Dutante o percurso, teremos a orientação do indigenista Fernando Schiavini e lideranças Krahô, sobre o trabalho de recuperação das sementes tradicionais, movimento do qual os Krahôs são pioneiros no Brasil e na América Latina.

  • No retorno, um refrescante banho de rio.

  • Todas as alimentações serão devidamente servidas.

5° DIA – 19/04 – Dia do Indio com os indios.

  • Após o café da manhã, a bordo de voadeiras subiremos o rio em direção a Aldeia da Barra, onde seremos recebidos pela comunidade liderada pelo seu cacique. Durante o trajeto náutico, teremos parada para banho em um afluente de aguas cristalinas.

6° DIA – 20/04 - Retorno para Palmas.

  • Após o café da manhã, retorno para cidade de Palmas.

  • Almoço aos pés da Serra do Lajeado

  • Acomodação no hotel

  • Noite de confraternização na orla do rio Tocantins

  • Retorno ao hotel e bom descanso.

7° DIA  – 21/04 - TRANSFER OUT

  • Café da manhã.

  • Transfer para o aeroporto.

  • Embarque e boa viajem!

 

Informações

Incluso

  • Transfer in/out Palmas/Itacaja/Palmas

  • Transfers locais

  • Guia de Turismo e condutores locais

  • 02 pernoites em hotel em Palmas-TO

  • 04 pernoites em camping na aldeia

  • Refeições: 06 cafés da manhã; 05 almoços; 04 jantares e 01 brunch

  • Vivências variadas

  • Seguro viagem.

 

 

Não Incluso

 

  • Passagens aéreas até Palmas (Os bilhetes podem ser providenciados pela Tekoá, para maiores informações entre em contato)

  • Refeições não mencionadas acima 

  • Despesas de ordem pessoal

 

*Valores a partir de R$ 4.080,00 por pessoa 

 

O que levar

  • Roupas leves para caminhada

  • Roupa de banho

  • Agasalho

  • Chinelo, dois pares de tênis e meias de algodão

  • Mochila pequena para caminhada

  • Protetor solar e repelente

  • Chapéu ou boné

  • Lanterna

  • Capa de chuva

  • Cantil

  • Tenha sempre com você seus medicamentos tomados regularmente.

Infraestrutura na Aldeia

  • A aldeia conta com área de camping contendo uma casa de apoio, cozinha, dois banheiros com pias, vasos e chuveiros quentes e um quiosque externo com duchas frias.

  • Artesanato: Recomenda-se levar algum dinheiro para eventual compra de artesanato indígena, são belíssimos.

Alimentação na Aldeia

A casa de apoio contará com uma cozinheira regional preparando refeições típicas com produtos locais, teremos água mineral à disposição.

 
Segurança

 
Durante toda a viagem contamos com um carro de apoio. As cidades onde pernoitaremos são servidas por hospital público ou centro de saúde.

 
Acampando na Aldeia

  • Os visitantes, ao chegarem à aldeia, encontrarão suas barracas devidamente montadas. Nossa estrutura conta com barracas de configurações sempre acima da capacidade, com colchoes pneumáticos compostos de travesseiros, lençóis e edredons. Cada barraca conta com uma rede de casal à disposição.

  • A permanência dos turistas junto aos indígenas na aldeia é uma experiência inesquecível, um mergulho ás nossas raízes. Dormir e acordar neste ambiente surreal, no meio do cerrado, assistindo de camarote o nascer e o pôr do sol ou contemplando a chuva como companheira do espetáculo de sensações que a natureza nos proporciona, é um luxo que esquecemos em nossas vidas urbanas. Prepare o paladar da sua alma e o espirito de aventura para se reconectar a essência natural de todos nós.

 

Formas de Pagamento

 

  • No Cartão

  • No Boleto Bancário

  • Pagamento à vista (depósito ou cheque)

 

 

Condições gerais

  • Preços sujeitos a alterações sem aviso prévio

  • A ordem dos passeios não será obrigatoriamente a descrita no roteiro

  • A programação pode sofrer alterações devido a fatores climáticos, de acesso, ou outros que a operadora julgue poderem interferir na segurança ou bem estar dos viajantes

  • Crianças menores de 18 anos que não estejam acompanhadas dos responsáveis, devem obrigatoriamente ter autorização com firma reconhecida daquele que não está presente

  • CHD – 03 a 12 anos – Apenas acompanhados por um familiar responsável.

 

Cancelamentos

 

De acordo com as condições do contrato de prestação de serviço.  

 

 

Informações Gerais

  • As vivências incluem diferentes atividades nas quais os visitantes poderão interagir com os indígenas de diferentes formas, seja através das pinturas corporais, do feitio de artesanatos, das rodas de prosa, dos cantos e danças e do contemplar da natureza.

  • As atividades seguem uma dinâmica que é naturalmente mais livre, passando por momentos de decisão diária das próprias lideranças indígenas e serão atualizadas por nossa equipe e informadas para os visitantes.

  • O ministério da saúde recomenda (porém, não obrigatório) a vacinação contra febre amarela para todos os viajantes acima de 09 meses de idade que entram em zonas endêmicas no Brasil, como a região amazônica

Fotos

 

Mapa

 
mapa_krahôs.png

(Reserva Kraho-Kraolandia)